Pular para o conteúdo

Conhecendo a familia do Saxofone

25/01/2011

Saxofone, também conhecido simplesmente como sax, é um instrumento de sopro inventado em 1840 e patenteado em 1846 pelo belga Adolphe Sax, um respeitado fabricante de instrumentos, que viveu na França no século XIX.

Ao contrário da maioria dos instrumentos populares hoje em dia, que para chegar ao seus formatos atuais foram evoluídos de instrumentos mais antigos, o saxofone foi um instrumento inventado. O pai do saxofone foi o belga Antonie Joseph Sax, mais conhecido pela alcunha de Adolphe Sax. Filho de um fabricante de instrumentos musicais, Adolphe Sax aos 25 anos foi morar em Paris, e começou a trabalhar no projeto de novos instrumentos. Ao adaptar uma boquilha semelhante à do clarinete a um oficleide, Sax teve a ideia de criar o saxofone.

A data exata da criação do instrumento foi em 28 de junho de 1840. Mesmo tendo sido lançado há muitos anos, os modelos e formatos continuam semelhantes aos criados por Adolphe Sax, sendo utilizado e admirado o formato original.

Embora seja feito de metal, o saxofone pertence à família das madeiras, pois seu som é emitido a partir da vibração de uma palheta de madeira que fica fixada à boquilha.

Por ter um som único, com propriedades tanto dos instrumentos de madeira, quanto dos de metal, o saxofone logo foi adotado por muitos músicos. O sax tem a capacidade de ter o poder de execução de instrumentos como o clarinete, ao mesmo tempo que tem uma potência sonora quase tão grande quanto à das cornetas. Além disso seu timbre é um dos que mais se assemelham ao da voz humana.

Os tipos de Saxofone  mais usados  no Brasil:

*Soprano, armado em Si♭
*Alto ou contralto, em Mi♭
*Tenor, em Si♭
*Barítono, em Mi♭

Há porém outros modelos mais raros ou que foram caindo em desuso, por exemplo

*Sopranino, em Fá ou Mi♭
*Baixo, em Si♭
*Contrabaixo, em Mi♭
*Soprano, em Dó (não transpositor)
*Mezzo-soprano, em Fá
*C “Melody“, em Dó (transpositor à oitava)
*Barítono, em Mi♭
*Sub- contrabaixo, em Si♭
*Contrabaixo(Tubax), em Mi♭
*Sub-contrabaixo (Tubax), em Si♭
*Do menor para o maior temos: Sopranino, Soprano, Alto (ou Contralto), “C” Melody *(Tenor em dó), Tenor, Barítono, Baixo e Contrabaixo.

(Fonte Wikipédia)


A boquilha é a peça que se encaixa na ponta do saxofone e na qual é fixada a palheta. Seu funcionamento é semelhante ao de um apito, que gera as vibrações que irão percorrer o corpo do instrumento e as quais se tornarão o som típico do saxofone. As boquilhas podem ser fabricadas dos mais diversos materiais: massa plástica, metais, acrílico, madeira, vidro e até mesmo osso, contudo as de massa plásticas e de metais são as mais utilizadas.

O formato das boquilhas também pode variar bastante, tanto externamente quanto internamente. Alterações nos formatos implicam alterações significativas do som produzido, e devido a este fato, a escolha da boquilha é uma decisão muito pessoal para cada saxofonista. Não existe um padrão entre as fábricas. Grosso modo, duas medidas internas são definidas: a altura da abertura e a sua profundidade. Quanto maior for a abertura e menor a profundidade, mais estridente será o som produzido, já o contrário resulta num som abafado e pequeno.

Anúncios

Formação Orquestral

17/01/2011


Formação Orquestral :

Nesta imagem acima mostra o posicionamento correto dos instrumentos musicais dentro uma orquestra .Os instrumentos são divididos em 5 grupos que são madeiras , paletas , metais ,percussão e keyboards ( piano)

Os instrumentos de cada grupo :

Madeiras : Violinos , Viola, Violoncelos e Contrabaixo acústico

Paletas : Clarinetes, flautas , oboés , fagotes e sax.

Metais : Trompetes , Trombones , trompas . tuba sinfônico

Percussão : Tímpanos , ton-ton , prato e bateria

Keyboards : Piano

Por que Tem que ser sempre essa formação ?

Por que o existe instrumentos com mas potencias sonoras e instrumentos com menos potencia sonora , para que haja um equilíbrio de som entre os instrumentos, os instrumentos
mas sensível fica  posicionado na frente da orquestra e o mas potente atrás para que o som chegue em  um equilibro sonoro igual para todos os instrumentos.

Curso de Teoria Musical – aula 01

17/01/2011

Curso Teoria músical

Apartir  de 15  de janeiro  de 2011 estará  em nosso site ,curso musical para você que é musico e para você que não é musico mas deseja conhecer e aprender  sobre  a arte  que faz parte de  toda raça ,atribo , nação e cultura do nosso planeta pois foi um dom  que Deus deixo para todo  homem  da terra . contamos com sua participação

Aula 01 –    Conhecendo a  música

1-O que é Teoria músical?

Teoria musical ou Teoria da Música é o nome que se dá a qualquer sistema ou conjunto de sistemas destinado a analisar, classificar, compor, compreender e se comunicar a respeito da música

.2-O que é música?

A musica e arte de manifestar o s diverso afetos da alma através o som .Que  É constituída de melodia, ritmo e harmonia.

Melodia: é uma sucessão de sons musicais combinados.

Ritmo: é a duração e acentuação dos sons e pausa.

Harmonia: é a combinação dos sons simultâneos

Os som musical são estendidos   através de notação musical ,ou seja,o sons e apresentado através de notas musicais

 

As notas musicais são compostas pela bandeirola, haste e colchetes.

A notação musical é composta por sete notas, a saber:
DO – RÉ – MI – FÁ – SOL – LÁ – SI

Pauta ou Pentagrama

Temos 5 (cinco) linhas e 4 (quatro) espaços, que têm por nome Pauta ou Pentagrama, é nela que escrevemos as notas musicais e todos os sinais musicais. As linhas e espaços são contados de baixo para cima.

Também temos linhas e espaços superiores e inferiores.

Linha e espaços naturais:

Linha e espaços superiores e inferiores:

Que servem para indetificar notas mas graves ou as agudas

 

 

Até  Aula  02  Aguardem

 

Ministros de Louvor a Deus

14/01/2011

"MINISTROS DE LOUVOR"

Nada Pode Calar Um Adorador Eyshila
Adorador é tudo o que eu sou
Adorador assim Deus me formou
E quem poderá calar a voz de um coração
Se eu subir ao céu eu sei que lá estás
Se eu mergulhar no mais profundo mar
Nunca poderei me ausentar do teu olhar
Tú és o Deus que me sondas, tú és o Deus que me ve
Não tenho todas as respostas, mais de uma coisa sei em toda a minha vida te adorarei

Adorar é o que sei, adorar é o que sou, nada pode calar um adorador
Não existem prisões que contenham a voz de quem te adora, Senhor
Adorar é o que sei, adorar é o que sou, nada pode calar um adorador
Não existem prisões que contenham a voz de quem te adora, Senhor

Se eu vencer (te adoro), se eu perder (te adoro), se eu subir (te adoro), se eu descer
Te adorar é o meu prazer, minha força vem do Senhor, declare
Nada pode calar um adorador
Adorar é o que sei, adorar é o que sou, nada pode calar um adorador
Não existem prisões que contenham a voz de quem te adora, Senhor
Adorar é o que sei, adorar é o que sou, nada pode calar um adorador
Não existem prisões que contenham a voz de quem te adora,
A voz de quem te adora
A voz de quem te adora, Senhor.

Música na Igreja

25/11/2010

1 – Bem-aventurados os que cantam com a mente. (I Coríntios 14:15)
2 – Bem-aventurados os que cantam para louvar a Deus e não a homens. (Mateus 15:8)
3 – Bem-aventurados todos aqueles que cantam com sinceridade de coração.
4 – Bem-aventurados os que cultivam a música sacra (Efésios 5:19)
5 – Bem-aventurados os crentes que executam seus instrumentos unicamente para louvar o nome de Deus, e os usam para o Seu serviço. (Salmos 150)
6 – Bem-aventurados os coristas ou instrumentistas que chegam antes do horário prefixado para o ensaio.
7 – Bem-aventurados os que evangelizam por meio da música sacra.
8 – Bem-aventurados os músicos que pertencem ao Senhor Jesus Cristo.
9 – Bem-aventurada a igreja cujos músicos sabem discernir conscientemente o objetivo da música no culto.
10 – Bem-aventurada a igreja que valoriza e canta somente textos e músicas que glorificam a Deus e edificam o Seu povo

%d blogueiros gostam disto: